Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Violet Clouds

Lógicas da Batata #2 - Urgências Hospitalares

Aviso: É provável que leiam algo um pouco diferente daquilo a que estão habituados a ler da minha parte. Espero não ofender ninguém!

 

Pronto, afinal esta "espécie" de rúbrica não ficou esquecida, meus amores. Trago algo excelente (para meu mal) para vos contar que se enquadra aqui na perfeição.

 

Como já devo ter dito por aqui, sou da região da Moita, em Setúbal. Por consequência, os hospitais mais próximos de mim são o Hospital Nossa Senhora do Rosário e o Hospital do Montijo - que nunca lá pus os pés - e não são conhecidos pelas melhores razões.

"Mas estás a falar de hospitais porquê?", perguntam vocês.

 

Eis a razão: ontem à noite, ao transportar a minha tia para a cozinha - para tratar da tensão arterial dela, que estava a descer - ela perde a consciência e caiu atrás de mim. Infelizmente não a consegui apanhar e caímos as duas, ela no chão e eu com a cabeça contra a ladeira da porta. Assim que a acordaram e nos acudiram, acharam melhor levar-me ao hospital porque a pancada tinha sido muito forte e eu comecei a ter sonolência e perda de reconhecimento. Portanto, chegámos lá, sou chamada a triagem, tratam da minha ficha, pulseira amarela. Okay. Mandam-me seguir (fui a andar como uma barata tonta) para a ala de internamentos até a médica me chamar. Assim feito, sento-me na maca a agarrar-me a tudo o que era sítio e explico à mulher o que se tinha passado.

Eis que a "madame" se vira com uma grande lata e me diz "Pois. Confusa uma ova. Esta gente agora dá-lhes na veneta, querem vir apanhar radiação porque é giro. Foi assim tão grave que você está a contar-me as coisas todas! Disparates, parvoeiras!!!". Fala-me num tom de troça e com toda a sua conversa, conclui que estou a alucinar.

 

Claro, minha senhora! Eu agora vou para o hospital com o estômago às voltas, meio taralhoca das ideias e com meio corno partido porque me apetece e gosto de ver a sua linda cara! Ia mesmo andar à cabeçada contra a parede para lhe ver os lindos olhos! Ainda por cima é linda e jeitosa, a bicha. Deus me valha. Isto foi só un petit commentaire, sim?

 

Enervada, segui para a sala de espera, para o TAC, de novo para a sala de espera. A madame volta muito mansinha, relata que a TAC estava normal mas que devia ficar sob vigilância durante 48h e aplicar gelo frequentemente. Quando chego cá fora, a minha tia conta-me muito satisfeita que explicou o sucedido a uma enfermeira e que pelo caminho, ela levou nas orelhas. De qualquer das formas, que médica é que diz uma coisa daquelas? Santa Barba Bendita.

Pronto, mais um lindo episódio de genialidade da cueca passado no Barreiro. Genius!

 

6 comentários

Comentar post

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Quem passou por cá ♥

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D