Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Violet Clouds

Un petit a part #4

No fundo, eu gostava de ter um blog e mantê-lo da mesma forma que o meu primeiro blog, ainda era eu miúda. Gostava de continuar a relatar as partes boas dos meus dias, trabalhar no seu aspecto e noutros goodies para os leitores, mas principalmente, estar desejosa de vos contar tudo sobre as viagens que costumava fazer. Os sítios que visitava, as actividades do dia, as coisas que aprendia, os momentos que me inspiravam. Ganhei mesmo gosto àquilo.

 

(imagem retirada do deviantART, por ~QuellaCheNonSei)

 

 

Pergunto-me se poderei abrir um blog secundário para isso ou, entretanto, começar um blog sobre um livro que ando a tentar reescrever há tanto tempo. Pelo menos o sentimento que ambas as ideias me transmitem são igualmente entusiasmantes. O que me aconselham?

Estás num blog Anti-Bullying!



Tenho visto este selo em alguns dos vossos blogues e quis colocá-lo aqui o mais cedo possível. Uns dizem que é horrível e outros crêem que não passam de exageros. Mas eu sei o quanto alguém pode sofrer com isto - seja na realidade ou na virtualidade - e ao ver este selo, relembrei-me de muita coisa. O objectivo é mostrar que estamos abertos a ouvir e a aceitar um pedido de ajuda de alguém. Se quiserem saber mais, visitem o blog de quem o fez. Diário dos 7 mares


Passem a palavra. À medida que os anos passam, esta situação apenas tende a piorar, embora muitas vezes pareça o contrário. E nem todos têm força para combater este mal sozinhos. Juntem-se à causa e dêem a vossa força também; uma simples palavra amiga pode até salvar uma vida.


Boa tarde,

Daniela

Mais leve.

Boa noite, gente fofa. O fim-de-semana foi curto mas como vos correu?

 

Acho que depois de umas quantas semanas a sentir-me cansada e a tentar ignorar alguns eventos ruins que têm ocorrido, a palavra chave para hoje surgiu ontem à tarde, ao falar-se de "picanha". O namorado é doido por picanha e ao ouvir falar sobre a dita iguaria, quis ir matar saudades. Tivémos de adiar para o almoço de Domingo por algumas razões, mas sem problema. Hoje lá fomos nós directamente ao fórum Barreiro de comboio (que adoro bastante andar naquilo, muito melhor que barco, autocarro e metro a sete) e o homem saciou o desejo. E eu também, que já tinha pensado naquilo há algumas semanas e cá por casa gostamos todos deste tipo de almoços. Curiosamente, descobri que até gosto de banana frita!

 

Entre conversas lembrei-me de tirar algumas fotos e jogo-me à mala em busca da câmera. O problema foi que logo hoje tinha-me esquecido dela. E quando olhei para o meu telemóvel vi que não ia ter muita sorte em tirar fotos de boa qualidade... Então resumi-me a tirar uma foto da sobremesa que, embora tenhamos ficado rendidos à picanha, tínhamos de pagar uma visita à McDonalds. E senti-me bem todo o dia: corri algumas lojas, babei-me na Bertrand, passei vergonha na Game (um jogo ateimou em voar-me das mãos duas vezes seguidas) e levei uma abada em snooker. Também andei pela Douglas à procura de alguns produtos que me faltam... Mas não percebo grande coisa de cosméticos, com toda a honestidade. Tenho as pestanas pequenas e precisava de comprar um rímel que as tornasse um pouco maiores ou mais visíveis. Enfim! Derrotas à parte, foi um dia feliz e para repetir assim que possível. Desculpem-me se adio o post sobre o livro novamente, mas este tem prioridade.

E como sou linda, deixo a única foto que ficou em condições. (:

 

Boa noite,
Daniela

Já não foi mau

Boas tardes a todos, meus leitores mai lindos! Espero que estejam a ter um fim-de-semana excelente, ainda que não esteja lá grande Sol.

 

Pois bem, a semana foi ocupada. Espero ainda hoje publicar uma review sobre o livro que já terminei de ler, que diga-se de passagem, adorei-o. Mas vou deixar isso para o próximo post e contar-vos o que aconteceu ontem de manhã no Centro de Emprego.

Como me foi pedido, apresentei-me perto das 9h da manhã no IEFP. Além de só termos entrado para a sessão de esclarecimento meia hora depois, não me passava pela ideia que aquilo fosse demorar cerca de três horas. Éramos perto de trinta pessoas e todos nós bastante distintos. Até a psicóloga chegar à explicação das condições dos EFJ T7 (o tipo de curso que eu estava à procura), bem que rabisquei o caderno e fiz trinta por uma linha para não adormecer. Desde um debate entre uma licenciada que repetia a mesma questão vezes sem conta e uma senhora com o 4º ano que já estava farta de a ouvir - bendita seja ela, porque calou a primeira - até a uma outra senhora, que queria arranjar um emprego cujas habilitações escolares não tinha, mas também não as queria ir completar.

 

Foi terrível. Estava ali do tipo, "vá lá. Só quero saber se me posso inscrever para Multimédia, nem cinco segundos dura.".

 

Pois. Só soube o que queria perto do meio-dia. E para cúmulo, a senhora informa-me que o curso de Multimédia em Lisboa tinha sido cancelado no dia anterior. Além de ter ficado com a sensação de ter levado com um balde de água gelada pela cabeça abaixo, vi-me no aperto de ter de escolher outra opção ou ficar em casa mais um ano. Como não queria virar o disco e tocar a mesma lenga-lenga por mais doze meses, apontei o dedo para Setúbal. Resumindo, vou para Programação Informática. Não fiquei chateada porque das opções existentes era a mais apelativa, mas é o que acontece quando alguém vai com uma ideia fixa, quanto mais sobre algo que tinha adorado. Deu para ficar mais descansada... E para deixar o namorado bastante contente. Ele fez o mesmo curso no secundário e diz que até vou gostar daquilo.

 

Espero que sim (: E espero conseguir entrar na turma!

Boa tarde,

Daniela

Conversas de quatro patas.

Boa noite a todos por aí!

 

Como vos contei recentemente, passei a acompanhar a minha tia até à fisioterapia todas as manhãs e a diferença entre o que disse e o que se passa é que não temos ido a pé. De repente, todos os estabelecimentos mais próximos da nossa casa que nos permitiam recarregar os cartões de viagem fecharam. E como ela sai do hospital com o ombro dorido, não tivemos oportunidade de os carregar. Pondo de parte as conversas estranhas que surgem em meu torno cada vez que pego no livro que estou actualmente a ler (graças a Deus que já vou no último capítulo), hoje aproveitámos para levar a Nina ao veterinário numa consulta de check up.

Durante a viagem, lá se tenta falar de alguma coisa sobre o barulho estridente que a cadela faz - é fã de passear no carro... - e à vinda para casa, depois de umas quantas coisas estranhas, eu comento com a minha tia sobre a possibilidade de ela criar um blog.

 

Eu: Eu acho que devias criar um blog... Continuo a achar isso desde que fomos ao último dia da festa da Baixa da Banheira.

Sónia: Pois. E olha! Pelo menos hoje tinha três coisas para contar!

Eu: Ai? *não estava bem a ver os três tópicos*

Sónia: Em primeiro, ia certamente comentar o excelente trabalho dos tripulantes das ambulâncias no Hospital do Barreiro, como pudeste ver, que abandonam os doentes ao cargo dos familiares ou que transportam os infecto-contagiosos sem protecção nenhuma. Em segundo, ia falar sobre a desgraçada da cadela ter entrado no consultório das veterinárias sem autorização só para fazer "un pipi" like a lady, sem vergonha nenhuma. Em terceiro, como estávamos a falar ainda agora, quem é que se lembra de decorar os carros dos convidados de casamento com tule VERDE-ALFACE!? Mesmo que o tema do casamento tivesse algo a ver com a natureza, verde-alface era das últimas cores que escolhia! Porque não puseram antes uma mistura de branco, vermelho e castanho ou qualquer coisa do género. Wtf???

 

E mais uma vez confirmo: devia existir o "Crónicas da Titia".

 

Boa noite,

Daniela

Cansaço.

Boa noite (:

 

Torno a pedir desculpa por não responder aos vossos comentários, por não postar regularmente nem por vos visitar como costume. Podia dar-vos uma página repleta de desculpas, mas isso não nos levaria a lado nenhum. Em vez de enrolar conversa, prefiro ser clara e sucinta: ando só cansada. E não passa disso, apenas cansaço. Claro, tenho dormido, mas já por duas vezes o sono foi encurtado para tratar de coisas importantes. A partir da semana que vem vou voltar a acordar cedo, portanto mais vale ir-me habituando.

 

Vou voltar a acompanhar a minha tia até à fisioterapia - desta vez, no hospital - e vamos começar a caminhar com mais frequência, em consequência disso. No fim do mês tenho a bendita sessão de esclarecimento sobre os cursos de formação actuais e embora ainda não esteja de boa vontade com a situação, devo recomeçar as aulas de condução again. Acho que neste momento só gostava de poder sair de casa mais vezes; ir à praia e descansar, relaxar a cabeça. Ter oportunidade de espairecer e renovar a minha paciência para o que é necessário. É chato quando se chega à conclusão - e não sozinho - que ao invés do que nós pensávamos, há locais onde se pode viver com menos stress, por muito estranho que soe.

 

Enfim... Vou dormir, esse também é o meu mal. Como tem corrido a vossa semana?

Boa noite,

Daniela

 

PS: Responderei a todos os vossos comentários ainda esta semana (:

Não sei bem como intitular este post.

Diga-se de passagem que a manhã não me correu mal.

 

Dormi uma hora e meia (porque acho que os mosquitos adoram fazer rally nos meus ouvidos quando tenho de me levantar cedo), despachei-me e cheguei ao Centro de Emprego ainda nem eram oito horas. Estavam lá sete ou oito pessoas, como eu estava a calcular. Aliás, chegou a ser um tema de conversa entre mim e um senhor que acompanhava o neto e me informou de quem estava à minha frente. Por outro lado, sentei-me a ler um livro e quando acabei um capítulo e o guardei de novo, tinha mais de vinte pessoas atrás de mim. Já percebi que a Terça-feira não nos poupa das filas, apenas começam mais tarde. A parte engraçada foi quando estavam prestes a abrir as portas. Chegam duas miúdas pouco mais velhas do que a minha irmã, todas aperaltadas e tal, parando mesmo junto da porta.

 

Com uma fila já larga atrás de nós.

 

O senhor que me estava a falar comigo informou-as com educação de que tinham de ir para o fim da fila porque as portas estavam quase a abrir e elas podiam perder o lugar. Pois não é que o raio das miúdas foram a reclamar com o senhor e a chamar-lhe tudo e mais alguma coisa? Quem deu conta foi o neto, porque o próprio avô não estava virado para confusões. "Coisas desse género não pertencem às minhas maiores preocupações.", disse ele e até tinha razão. Lá dentro, esperaram ambas de pé e quando o avô e o neto se levantaram, roubaram-lhes o lugar. Também fizeram o favor de ficar atrás de mim e comentar a minha indumentária, como se por obrigatoriedade, para ir ao Centro de Emprego fosse necessário estar de brincos, pulseiras, roupas de marca e unhas de gel feitas. Continuei na boa, a ler o meu livro sem problemas. Logo a seguir, uma senhora teve problemas com a Segurança Social e uma das funcionárias desatou aos berros com o telefone (já se sabe como trabalha aquilo). Começaram a intitular a mulher de "sem-vergonha, trombuda, puta deslavada".

 

A sério? E para cúmulo, começam a falar do que beberam no dia anterior.

"Ah... Sabes que comprei uma garrafa de Vodka Golden?! Aquilo é TÃO BOM!"

"Nunca provei, mas tenho de experimentar! Sei que Vodka preta é HORRIVEL! Bebi aquilo e tive de pedir outra coisa senão vomitava-me!"

"Até parece que tens problemas em beber mais alguma coisa..."

"E tenho!!! Foi a única bebida que provei na minha vida!"

"Ai eu também! Mas é TÃO AWESOME!"

"Isso já parece aquelas promoções únicas da manicure... Fiz mãos e pés por apenas 15 euros! São acontecimentos únicos!"

"Completamente!"

"*acho que uma delas recebeu uma mensagem* Ai, estou a vibrar..! *ri-se*"

"Sabes, isso parece um bocado mal..."

 

... Estão a ver a conversa nonsense que se desenrolou atrás de mim, certo? É que há quem fale baixinho, mas não dava para ignorar alguém a berrar e a rir-se histericamente. Quanto mais duas miúdas com aquela idade... Ainda não foi assim há muitos anos, mas com a idade delas eu não queria ver bebida à frente. Epá, não era inocente nenhuma, mas não fazia espalhafatos daqueles. Nem eu nem metade dos meus amigos e colegas. Que raio de adolescentes andam por aí... Agora não me admiro muito de se queixarem que os miúdos de hoje em dia já sabem mais do que a conta. Não é que eu tenha alguma coisa a ver com isso; mas ainda me deviam de explicar qual é a piada de apanhar bebedeiras de caixão à cova e acordarem todos vomitados com 13 ou 14 anos.

Enfim.

 

O que conta disto tudo foi que consegui o que queria. Vou ter uma sessão de esclarecimento sobre os cursos de formação actuais no fim do mês e estou bem feliz. E com sorte, em Outubro vou começar o curso de Multimédia. Quero pegar naquilo que ficou pendente há dois anos, aquilo que eu quero mesmo: continuar a estudar e apoiar a minha família, pelo menos, a pagar as despesas com os subsídios. Já não é mau... Não é Natal mas já me deixa com alguma esperança.

 

Boa noite,

Daniela

Vai ser dia p'ra amochar!

Boas noites a todos (:

 

Mais uma vez, a vontade para vir postar seja o que for é zero. Coisas para vos contar, até tenho; simplesmente não me apetece. Esta semana já tive de desistir de um concurso de desenho por falta de tempo (sim, de tempo, mesmo que esteja desempregada) e hoje foi um dia totalmente dedicado a limpezas de Verão à casa-de-banho. Esfregar paredes, renovar as prateleiras, ver se está tudo dentro da validade e em bom estado, whiskas saquetas. Missão cumprida, a Dani ficou um bocado intoxicada com a lixívia.

 

Porém, amanhã é que vai ser a valer. Depois de vasculhar as minhas pastas todas, organizei uma pequena bolsa com registos do meu curso anterior e amanhã, IEFP, here I go. Aqui nesta zona costuma ter menos gente à Terça-feira de manhã, ou seja, há que aproveitar. Levo tudo ordenado para poupar nas manhãs perdidas e espero estar despachada bem cedo. Honestamente, ia ficar muito contente se pudesse ir à praia durante a tarde mas já nem digo nada, não vá agoirar.

Amanhã volto com novidades, prometo-vos!

 

Boa noite,

Daniela

Porque é que ainda me espanta?

Boas noites, caros leitores! Como correu a vossa semana?

 

Pois. Realmente, eu já não sei como é que ainda me espanto com este tipo de coisas. Levámos quase duas semanas desgraçadas, a morrer de calor e tal, sem poder ir à praia. Aqui a Dani respira fundo e diz, "bem Sónia, vamos à praia quando?" e a madame me diz "Meh, podemos ir quinta e sexta, assim são logo dois diazitos de Sol que apanhamos e ainda fico morena."

Pronto. Aqui uma gaja em pulgas na Quarta-feira, à espera de se levantar de manhã para ficar despachada a horas e chega a minha avó ao quarto a avisar-nos que o tempo está nublado e fresco.

"Oh que bom... Que se lixe, levanto-me mais tarde.", pensei eu e virei-me para o outro lado. Acordo depois do almoço cá de casa, levanto-me e quando chego à cozinha, está um Sol descomunal e o tempo está quente, mas nem a abusar. A vontade que tive de berrar um senhor palavrão. Lá me calei e bebi um café. Não fiquei à espera que Sexta-feira fosse melhor porque ouvi mais tarde pelas notícias que o tempo só voltava a aquecer a partir de Domingo. Ao menos isso; não vou à praia no fim-de-semana, portanto, não me afecta.

 

Resmunguices à parte, tem sido um dia engraçado... Porque já houve stresses cá em casa. Diga-se de passagem que as televisões daqui ainda são das grandes. E bem, a da sala rebentou... Então os meus avós começaram a estrabuchar, a querer que mudássemos as televisões de sítio. Resultado: um stress enorme, berros para todo o lado e fiquei sem tv no quarto. Também não me aflige muito... Assim vou desenhar e não me distraio. Enfim. O blog foi criado para puxar o lado positivo da minha vida e não apenas para resmungar. Portanto... Bem, haverão de vir dias melhores. A parte boa de hoje foi ver a Nina a livrar-se do colete de protecção do penso e andar toda contente, sem parecer um boneco.

 

E vou então ver os vossos blogues (: A quem tem e ainda não me adicionou, já tenho BlogLovin, portanto procurem lá pelo botão rosa que está do lado esquerdo do blog, por favor!

Boa noite,

Daniela

Un petit a part #3



Por esta altura, ando a fazer figas para que os planos de amanhã não se mudem.

Se assim for, vou aproveitar um bom dia de praia e, fiel às minhas origens, estou em pulgas.


Algo que não mudou em mim desde que me lembro que sou gente.

Pág. 1/2

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Quem passou por cá ♥

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D