Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Violet Clouds

Quê!?

Mas que raios? Uma pessoa afasta-se da atualidade da internet e isto acontece? Bloqueiam os sites para uma gaja ver uma série sem ter de estar a perder episódios? Really??? Choquei, tô rosa chiclete! Se querem fazer-me ver a Quinta ou a bosta de novelas portuguesas que temos, non, me obrigue!

 

... Eu, a ver séries na net? Jamais. Não, nem percebo dessas coisas, q'hórrore. Estou a zelas pelos meus interesses dos outros.

Enfim... Parece que vou informar-me sobre os horários da FOX e do AXN... Se eles tivessem um avô como o meu, que só usa a box o dia inteiro para ver o Discovery Channel, não faziam uma treta destas. Peasants. Vou afogar as mãgoas a ver o Senhor dos Anéis.

 

... NA FOX.

É este fim-de-semana!

Ou pelo menos assim o espero, que volto a estar mais ativa! Fé na coisa, que acho que vem aí um portátil novo, depois de muito amealhar. :)

Sim... Este portátil fixo consegue ser a treva. Pelo menos depois de tantos anos a ser móvel e tal. Tenho saudades de não ter de me dobrar para o lado para desenhar!

 

Entretanto a Yorn mandou uma mensagem sobre a Olá e fiquei ogada... Quero um swirl...

Boa tarde,

Daniela

Un petit a part #38

Eu não sei quanto a vocês.

Porém, há aqueles dias em que entre meio do quotidiano, começamos qualquer coisa a reclamar mentalmente, a procurar formas de evoluir e de recuperar um pouco daquilo que verdadeiramente somos; e não há recompensa maior quando nos apercebemos (novamente) de que já temos todas as respostas cá dentro do peito. E que nessa consciencialização, sabemos que tudo vai ficar bem. Porque por um momento lúcido da nossa existência, voltámos a confiar em nós próprios e temos toda a força do mundo para ser feliz.

Apercebemo-nos de que somos capazes. E de que somos verdadeiramente felizes e livres quando não estamos a procurar esse rumo, somos felizes sem nos apercebermos.

Acho que hoje foi um desses dias. Eu sou capaz. E não podia sentir-me mais grata por voltar a aconchegar esse sentimento no meu peito.

 

 

Lógicas da Batata #8 (mini)

Sim, porque isto estava a caminho do "Un petit a part", mas acho que aqui fica melhor.

Nunca tive uma encrenca com blogs. Aliás, os meus problemas mais antigos que "andar de cócoras" vieram do lado de fora da blogosfera, não de dentro. E para cúmulo, nem sou de me chatear com estas tretas. Mas foi preciso eu ter-me envolvido (por acidente... Sabia lá eu!) com parte da blogosfera que leva a vida em chatices e birras porque A ou B é igual ao C ou a mim (e que depois me mandam mensagens a dizer que eu é que ando a roubar conceitos de página, tags e etc, como se eu além de não ter mais nada que fazer, também não tivesse ideias próprias). Como diz a minha avó, Santa Barba dos Trovões!

Se não fosse pela parte de não me querer chatear, deixava ficar o meu cantinho assim. Mas acho que o meu maior problema não é alguém ter feito o favor de me "copiar e depois armar barulho em como eu é que copiei" (Cristo, não, nem me metam mais as palavras na boca porque na minha área de trabalho ilustrativo já me basta as pseudo-artistas stalkers a fazerem o mesmo, já passei a fase de me chatear com tal coisa há uns aninhos valentes). Estou unicamente irritada com o facto de ter conhecido esta faceta da blogosfera. Em tanto ano de blogger, nunca na minha vida pensei em assistir a uma coisa destas, quanto mais ser alvo indiretamente. É certo que muitas das bloggers que sigo já tinham mencionado isto e creio que muitas o consideram como "o lado obscuro da blogosfera"; mas juro solenemente que fui ingénua ao ponto de achar que não ia jamais cruzar-me com esse lado. Credo.

E espero muito sinceramente que seja a última vez. Como diz o nosso amigo Charlie Brown...

 

 

 

Traquitanas do Verão até agora

Bem, há um quanto tempo que não falo sobre traquitanas. Nem tenho atualizado esta tag. Mas dado o tamanho da encomenda que recebi hoje, achei que poderia atualizar isto. Tenho recebido e comprado uma coisita ou outra e eventualmente lá juntei que chegue para escrever.

O Verão foi curto e longo ao mesmo tempo - em contextos diferentes. Experienciei coisas diferentes, que até preferia não saber, mas que lá se aguentaram (e ainda mal acabou). Logo ao princípio do ano, a minha pele lembrou-se de ficar ainda mais sensível do que é costume e algumas vezes depois de ter ido cair no hospital, decidi andar a investigar sobre os produtos mais acertados para a minha pele, não esquecendo também de falar com o médico sobre a pílula (a qual já estaria na hora de renovar, e não, isto não é taboo para mim). Com a companhia da minha irmã - que também anda numa busca enfreada de algo que acalme a pele juvenil dela e que também anda agora na blogosfera (está-se a vestir, calma, haverei de vos fazer o patrocínio do cantinho dela) - lá andámos nós a correr lojas e especialistas que nos ajudassem. Ela lá teve sorte na The Body Shop (não me lembrei de fotografar, deixei-lhe essa review para ela fazer), eu caí num conjunto de uma peça daqui e dali. O Boticário acabou por ser o útimo sítio onde pousei, com muita insistência do meu namorado, que meteu na cabeça que me queria mimar com algo que me fizesse falta. E em conjunto, lá adicionei à rotina um champô diferente, um batom do cieiro e um creme da Garnier que tem um cheirinho muito bom.

IMG_20150509_193248.jpg

 (Artigos comprados em promoção no Continente. Adoro o creminho!)

IMG_20150912_140416.jpg

 (Linha Active d'O Boticário, adquirido durante a promoção de 25% de desconto em Setembro... O namorado não me deixou ver bem o preço!)

Acerca dos produtos acima, já tinha conhecimento do champô, que resulta bem no processo de desabituação do meu cabelo de outro champô que esteja a usar na altura; do batom do cieiro da Johnson's, que é ótimo e dura imenso tempo e do creme Hydra-Adapt da Garnier, o qual pude experimentar de umas amostras que recebi anteriormente, já mencionadas neste post. Quanto à linha de limpeza de pele, tenho a dizer que fui muito bem atendida n'O Boticário e que ambos os produtos - tanto a mousse como o exfoliante - têm sido excelentes e têm-me ajudado a manter a minha pele limpinha, sem me deixarem prontas para correr diretamente até às Urgências.

Entretanto, lá soube que iria ser acolhida para o curso de Esteticismo no IEFP e tive de me lançar na busca de material e outras coisinhas. Pouco antes, fui mandada pelo médico (sim, ele é um querido) até a uma livraria para comprar alguns livrinhos que me distraíssem durante o tratamento da depressão. À mistura com outros miminhos da família e do namorado, adquiri todo o material e também uma bolsinha muito fofinha para levar a necessaire.

IMG_20150930_222125.jpg

 (Bolsinha comprada no Fórum Montijo numa banca, a 7€; lápis Staedler a 3€ e picos... As folhas da Ambar e os separadores da NoteIt, não faço a menor das ideias quanto foi, perdão. mas são resistentes!)

IMG_20150930_222155.jpg

 (foto horrível de uma Trilogia de Nora Roberts: "Jóias do Sol", "Lágrimas da Lua" e "Coração do Mar" a 7€ cada na Feira do Livro no Oriente)

E ainda há mais para ver - mas dados os contextos, ficam para posts separados. Prometo adocicar-vos a leitura nos próximos posts!

Boa tarde,

Daniela

 

A autora

foto do autor

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Quem passou por cá ♥

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D