Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Violet Clouds

Hoje é um dia histórico.

Não, não é nada acerca de Portugal ter ganho o Euro2016, isso foi dia 10.

Hoje, dia 14 de Julho de 2016, a minha adolescência pôde dar o seu último suspiro. Foi compreendida.A minha versão maluca do antigamente pode finalmente estar descansada e seguir em frente, porque finalmente, a titia gostou de ouvir o grande hit da Cascada, "Everytime we Touch".

Habemus boa nostalgia.

Lancem os foguetes. E voltemos ao dia normal.

 

Un petit a part #45

Parte do que queria fazer neste intervalo de tempo baseia-se em limpar as minhas redes sociais, tanto nas mensagens, como no tipo de feed que recebo. O mural do Facebook não é certamente dos mais positivos e o tumblr já esteve melhor. No entanto o nervosismo aperta-me cada vez mais o estômago e chego à conclusão de que há mais para mudar. Há páginas que se seguem ou canais subscritos que sinceramente não valem a mínima da pena, porque falam de assuntos que muitas vezes tentei adaptar-me, tentei aprender, achei recreativo e talvez que fossem uma forma de eu conseguir chegar àqueles objetivos que em parte, não são os meus.

Decididamente não sou eu que me tenho de adaptar à sociedade. Parece ser mais uma guerra para encontrar um ponto de equilíbrio outra vez. Nada melhor do que começar por onde passo mais do meu tempo a ler. Talvez assim, um pouco de cada vez, a vida comece a ter cores mais alegres.

 

Ah, e a lista?

Sabem, esta?

Escrevi-a quando estava com a cabeça em todo o lado menos no estudo, a ver se além de deixar um futuro memo, tirava-a da memória para me concentrar. Não é que a tenha falhado redondamente, até porque a lista está aí para todo o Verão. Só que tenho feito tudo menos a maioria do que iria fazer! Ou para ser mais concisa, estava aqui eu a pensar que não ia fazer grande praia... e no fim pronto, foi praia todo o fim-de-semana. Já fui à praia mais vezes este ano do que em 2015 e 2014 juntos. É positivo! Já não tenho cara de fantasma!

Ou seja, se ando na praia, a única coisa que tenho feito do resto da lista é algum exercício. Andar aquele caminho todo a pé (obrigada, resmas de pessoal que evita o parqueamento a pagar e no fim vai lá parar na mesma) e tenho dado algumas braçadas valentes.

E é tudo bónus porque aqui a je não sabe nadar. Ou... bem, acho que já não morro afogada com tanta rapidez.

Até tenho feito uma alimentação cuidada, mas não é aquele regime a que me propus antes e infelizmente não tenho tido força para o fazer. Mas pode ser que lá chegue. No entanto, acho que a idade já me chegou a fazer perceber que gorda ou magra, I need to love myself. E depois de uma aposta perdida o ano passado (apostei em como não me achavam um bikini que me ficasse bem...), acho que me tornei adepta dos bikinis. Even if I'm this big. O meu maior medo não eram os outros, a sério. As pessoas olham de qualquer das formas por causa da minha cor de pele, o que é perfeitamente normal, conseguem-me ver da outra ponta da praia sem óculos, tal não é o flash de brancura que até se torna preocupante. Tinha mais receio de me aceitar assim, mais descoberta, de me julgar a mim mesma.

But I think pink suits me perfectly and I'm loving this bikini tan. E nunca me senti tão confortável antes (senão do meu fato-de-banho azul, porque ele é bonito!). Acho que posso ir variando de vez em quando.

De resto, desenhos e escritas estão na pausa (há que aproveitar a busca por inspiração e a pausa), as limpezas estão na pausa porque ainda não estamos todos reabilitados e as encomendas estão ainda à minha espera. Mas hei-de lá chegar eventualmente!

But damn, tenho tido uma pausa. E tenho-a aproveitado com o namorado. E tenho posto as saudades em dia. E tem sido paraíso. Pelo menos tenho dado ênfase ao tão ouvido "enjoy the little moments" com todo o vigor. Portanto há que continuar.

Entretanto acabo de me aperceber que tenho montes de semifrios para vos mostrar! E são amigos da dieta. E estranhamente fantásticos porque saíram de invenções. Parece que já tenho tema para o post de amanhã!

 

 

Boa noite,

Daniela

I'm alive!

Boa tarde gente! Espero que esteja tudo bem convosco por estes lados.

Tenho sido ruim e não tenho vindo aqui com a frequência que desejo ou que prometo. Penso que já devia ter cá passado para, ao menos, vos dizer como correu o exame (a dia 22... já é dia 29... isto está mau...). Também só tenho podido ler os vossos posts e não tenho comentado, sorry...

Desde que saí do exame (seriously, desde que pus os pézinhos cá fora depois daquelas duas horas do capeta) que me sinto drenada de energia, cansada, exausta, you name it. Consegui repôr os sonos depois de ir à praia duas vezes (sim... duas. Já fui à praia mais vezes este ano do que o ano passado e o anterior juntos, jasus) e apesar de não me sentir naquele pico de ansiedade monster à espera dos resultados, continua cá presente. Achei o exame minimamente acessível (honestamente, se o foi para mim, que nunca dei aquela coisa, deve ter sido mais fácil para quem tem aulas e para quem se safa naquilo ou para quem conseguiu estudar tudo). Sei que apesar de muito recusar, às 19h dei por mim a fazer as contas com o meu exame. E se por algum motivo de desgraça nenhuma das minhas respostas certas for anulada, consegui um 9,8.

Ou seja, consegui o mínimo que pretendia. O que acertar mais vem por acréscimo e é recebido de muito boa vontade e a segunda fase é uma ideia a ponderar, dependendo do que me digam na secretaria. Este ano vejo a luz ao fundo do túnel, pequena mas presente. Esforcei-me, dei o litro e sei que se não consegui mais, a culpa não foi minha. Foi fruto do meu esforço, solo, meses e meses a ler, a pesquisar, a tentar compreender. E por agora só me resta mesmo rezar para serem generosos na avaliação e mais tarde no ingresso.

Desde então até agora, tem sido para desinchar (sim, não perdi o jeito, a Dani ainda incha tipo peixe-balão depois dos exames, incrível!) e para o descanso. Algumas prendas de aniversário foram já compradas para um casamento e já não sou um fantasma, já tenho uma cor minimamente normal.

Sendo sincera, pensei mais uma vez em fazer aqui uma pausa. Raramente cá venho e não é por desinteresse, atenção. Continuo a adorar o blog, a blogosfera, os meus leitores. Mas não tem sido fácil arranjar assuntos para cá vir sem que sejam negativos em excesso. Eu sei que faz bem deitar tudo cá para fora, é um facto, mas também tenho de me concentrar nas coisas boas e raras.

Acho que foi essa última linha que me fez pensar, "não, vais pôr a cabeça no sítio e vais encarar a vida. E vais falar daquilo que queres. E vais encontrar o bom no meio do mau. O blogue foi o que te ajudou a emergir. E pode perfeitamente voltar a fazê-lo".

 

So... Para este post não ficar muito grande, see you next time. Nada de pausas. Só de boas vibes e saber entendê-las.

Boa tarde,

Daniela

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Quem passou por cá ♥

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D