Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Violet Clouds

Oh, June ♥

Parece que Junho já chegou e ainda ontem estava a celebrar o ínicio do ano.

Esta semana ponderei inúmeras vezes num hiatus para aqui. Sinceramente o blog já estava em hiatus sem ser declarado, tenho a noção disso. Porém, já chega de estar parada. até tenho assuntos para falar, para investigar e que me façam correr atrás daquilo que quero. O que falta - e muito! - é mesmo a vontade, todos os dias depois de derrotas e mais derrotas.

Ter voltado à blogosfera esta semana ajudou-me com isso. Não quero espalhar a minha negatividade - para isso já basta eu ter de a gramar diariamente. É difícil transportar a boa vibe daqui para fora da tela, porque ainda existem muitas barreiras a mandar abaixo, mas há que se começar por algum lado. E certamente que não vou desistir em Junho. É o meu mês. Daqui a uns dias vou ser uma geminiana de 24 anos que precisa seriamente de pôr as pilhas no seu lado eufórico e com garra que leva sempre tanto esforço para acordar. O meu aniversário não me diz nada há muitos anos, mas tem sempre uma espécie de luzinha algures escondida, à espera que eu a destape para proclamar vitória e ser feliz sem ter medo de um tropeção de cara cheia no asfalto. Nunca se sabe!

Portanto, numa questão de boa fé, peço ao mês de Junho que faça juz à sua graça e que aguente comigo!

E para hoje tenho a pedir-vos algo novo:

Indiquem-me os vossos blogues favoritos! É claro que vou voltar a dar a volta aos vossos cantinhos todos, mas quero conhecer mais pessoas e quem melhor para tal que vocês que me aturam? Tenho muito que pôr em dia e confio em vós para tal!

 

Um beijinho muito grande,

Daniela

 

 

Ainda de 2016 - A tattoo

Pois é, aqui a maria Dani andava a falar muito de tatuagens isto, tatuagens aquilo, se fazia ou não, tinha que ser algo muito certo...

Acabei por fazer e por uma boa causa. Bom, não fui eu a ter o gesto nobre mas sim a magnífica Daniela Salvador, que trocou tatuagens de 5cm por bens alimentares e outros essenciais para auxiliar uma família da localidade em necessidade. Para mim continua a ser um gesto de ajuda - até porque o decidi marcar na minha pele ao invés da minha tia.

E também foi para lhe mostrar que não dói assim tanto, embora estivesse um tanto ou quanto borrada de medo mas pronto. Também pulei logo para um sítio que nunca ninguém se lembra, quando a tatuadora (linda!) me diz que na verdade até é dos sítios que dói menos. E então lá foi: combinei tudo isso com algo que adoro tanto e que de uma forma ou outra sempre marcou os meus blogs, principalmente o primeiro. Daí surgiu...

20161215_184510.jpg

Adorei-a, não doeu praticamente nada. Aliás, ia adormecendo na marquesa. Já tenho de a retocar porque as estrelinhas à volta já sumiram mas disseram-me que é normal; entretanto divirto-me com a reação das pessoas, principalmente as que não esperavam que eu fizesse algo assim. E fico de coração cheio quando olho para ela e sei porque a tenho. Ah... E fico sempre super feliz quando me dizem que é a minha cara!

Produtos quase terminados - Garnier e Cien

Bom, para que o blog não seja só de queixas minhas e para me esquecer um bocado do desastre mundial desta madrugada Trumpesca (já é triste ter amigos meus a perguntarem-me o que é necessário para se tornarem cidadãos europeus...).

Não sou de dar muito uso a produtos de beleza - até porque costumo ter azar a escolher o que preciso - mas dou ouvidos a algumas reviews por parte da blogosfera e também de algumas youtubers que sigo. E neste caso em específico, à DECO (é linda). E este verão tive alguma necessidade enorme de utilizar algo que ajudasse a minha pele a ficar menos oleosa ou menos sensível, depois de uma má experiência com a pílula anterior. Como o problema estava mesmo sério, porque não havia nada que controlasse a minha pele seja de que forma for, decidi poupar alguns trocos e ir procurar alguns produtos recomendados.

Desses saíram estas três vedetas, as três compradas em super promoções (tive mesmo sorte!)

2016_10_30_13_09_24_by_kozuchi_no_ayumi-danyxe5.jp

  • Água Micelar da Garnier formato XXL, 400ml - 3,99€ no LIDL
  • Garnier Hydra-Adapt para peles cansadas, 50ml - 4€ no Continente Modelo (com desconto no cartão... Já foi há alguns meses)
  • Cien Q10 Creme de dia, 50ml - *3,90€ no LIDL 

* não me recordo ao certo do preço

 

Agora, acerca de resultados: a água micelar é excelente mas não me ajudou com o meu problema, ainda que não esperasse que tal acontecesse (estava mesmo grave). No entanto remove a maquilhagem muito bem e até tem ajudado noutros problemas dermatológicos, hidratando a pele. Já o Garnier Hydra-Adapt, que já tinha testado por amostras, manteve os seus bons resultados e ajudou-me imenso numa altura em que a minha pele fez uma alergia severa à pilula que estava a tomar na altura. Mantém a pele hidratada e fresca e tem um cheirinho muito bom. Só que nenhum destes dois produtos me deu grande ajuda este verão e foi aí que decidi experimentar o creme da Cien.

E com a graça do Senhor conseguiu regularizar a pele do meu rosto numa questão de uma semana. Só tenho a dizer que à noite sinto que a pele fica com uma sensação estranha, quase como plástico, mas deixa-a hidratada e com aspeto saudável.

 

Por parâmetros e promoções destas até fico bastante contente de conseguir bons resultados e voltar a sentir-me bem!

Boa noite,

Daniela

Nota para mim mesma:

O blog precisa mesmo de uma lufada de ar fresco. E eu a pensar que o fundo estava intacto... É o que dá o hábito do telemóvel. Mas ainda estou apaixonada pelo cabeçalho. Talvez o possa completar com alguma coisa.

E finalmente dei a volta aos blogs que sigo aqui! Infelizmente alguns deixaram de postar... E felizmente outros surpreenderam-me bastante! Agora é ir dar uma volta ao bloglovin e depois aos meus novos subscritores (gente obrigada, não sei como têm paciência para mim ultimamente mas enchem-me o coração de alegria).

Também é bom relembrar-me de dar uma volta às rúbricas do blog e descobrir quais devem ficar e quais devem sumir. E atualizar outras tantas. E voltar em pleno. E para boas notícias a Sapo criou uns templates giríssimos que tenho de experimentar e tentar encaixar aqui no Violet Clouds, porque apesar de programadora, ainda hoje me arrependo de não ter dado ouvidos nas aulas de webdesign. Ai vida. Isso também me ajuda a pensar em voltar a estudar programação quando possa.

 

Tenho a vida toda viradinha do avesso e não compreendo de onde me saiu esta inspiração toda para voltar ao blog em peso hoje, agora, mas vem em boa hora, porque estou a dar em louca. Não sei se foi a boa surpresa depois da tempestade que ateimo em tentar não criar expetativas para ela - sério, depois de tanta lambada uma pessoa já tem medo... - ou de já estar quase a voltar ao "trabalho" em pleno agora em Outubro. Só sei que gostava que isto se prolongasse por mais de uma noite e que não tivesse tanto medo de arriscar e de tentar achar uma solução.

E Deus, se também por acaso estás a ler isto, dá-me uma boa notícia. Por favor. Mas obrigada pelos pequenos momentos de felicidade.

 

Boa noite,

Daniela

 

PS: Outubro, só te digo olá. Que se lixem os resultados do mês de Setembro e os pedidos para ti. Faz o que tens a fazer, traz o que a bagagem te deu para mim, seja o que Deus quiser, mas não quero mesmo criar mais expetativas ao ínicio de cada mês. Era tudo muito divertido mas de repente tornou-se numa espécie de agoiro danado.

A contagem já começou!

Boa tarde a todos! Espero que esta Segunda-feira seja boa para todos vós e que iniciem a semana com muita energia e boa disposição!

Daqui fala-vos uma Dani meio estoirada mas a recuperar.

Tem sido uma semana cheia de coisas para fazer e decisões a tomar. Sábado foi dia de começar o estudo mais intensivo (tenho estudado até agora, simplesmente dupliquei o tempo de estudo). Estou a correr contra o relógio para o exame que me falta e por incrível que pareça, não posso fazê-lo ao pé dos meus alunos. É incrível, mas apesar de a maioria me conhecer e não se confundir com  a diferença de eu ensinar e aprender dentro do mesmo horário, há uns quantos poucos que lhes faz confusão e chegam mesmo a tratar-me... Menos bem. Por muitas explicações e até algumas reprimendas por coisas ditas sob influência deste aspeto, a atitude tende a manter-se ou a esconder-se numa capa de preguiça e amuo. Nem a falar com os pais se chega a um acordo. Então acertei-me noutro horário.

Sábados e Domingos sozinha e em conjunto com a minha "aluna" de 11º ano, quando ela achar necessário. Durante a semana, devido à falta de tempo e mesmo de um espaço estável e apropriado, fico-me só pela leitura casual. E entretanto ao longo da semana tenho de regressar ao exercício físico porque a minha veia de "peixe-balão" nervoso está a emergir like a lady.

Em suma, voltei ao estudo e à dieta. E vou tentar voltar a ela sem o suplemento, aproveitando que agora já tenho a tiróide estabilizada. Desde o ano passado que o meu corpo aprendeu a gostar de estar mais em movimento do que o normal e ultimamente tenho sentido a falta da rotina de exercício físico e até mesmo de dar menos facadas na dieta. Portanto há que aproveitar.

Acerca do blog, ando meio perdida. De facto tenho imensa coisa para contar e mostrar mas não me sinto segura em relação a isso, Dá-me ideia que vocês preferem temas mais abrangentes e sóbrios, ou então sou eu que acho que estou a ser demasiado superficial em falar mais do mesmo. De qualquer das formas avizinham-se posts sobre desenhos, que nunca ficam fora de moda!

E como tem sido a vossa semana?

Boa tarde,

Daniela

Happy birthday, Violet Clouds!

Jasus. Três anos de Violet Clouds!

 

Acho que estou prestes a bater o meu recorde pessoal de seis anos. Infelizmente, esses antigos seis anos foram inativos em cerca de 80%. Nesse aspecto, já me ultrapassei a mim mesma, mas a vontade de ser mais ativa é presente e necessária.

O Violet Clouds nasceu para me representar e mostrar o que os meus olhos vêem. O que as minhas mãos fazem, o que o meu coração sente. Não posso censurar o meu próprio espaço de estar vazio quando eu própria não estou muito realizada. E o percurso até lá também não é muito recheado, mas talvez precise mesmo de olhar para o mundo em detalhe cada vez mais amplificado, procurar pelas coisas simples. Se formos a ver, em comparação ao início, até tenho coisinhas para mostrar e contar, mas com o tempo achei que certos items eram menos valiosos do que relatar uma viagem ou um momento.

Em todo o caso, tenho o coração aqui depositado, assim como as minhas vitórias e derrotas. E aqui o exponho a quem o quer ler e seguir, pessoas por quem nutro bastante carinho. Certamente continuarei, e espero melhorar!

 

A todos vós que continuam a seguir as minhas aventuras, um muitíssimo obrigada e que estejamos cá todos para o ano!

Boa tarde,

Daniela

 

 

Hello, April!

Can you please be nicer than March?

 

Gente estou KO mas... Consegui.

Levei cerca de cinco noites (não foram dias, foram noites) a tentar recuperar todo o conteúdo que tinha no meu disco externo. Disse adeus aos filmes que ainda tinha, a alguns programas que de qualquer das maneiras já iam foram e não consegui retirar um vídeo, mas guardei tudo. E fiz questão de retirar as pastas que à partida já eram dados copiados e ainda fazer uma cópia dessas mesmas pastas e denominá-las de "Cromos Repetidos". Prefiro levar algum tempo a limpar as fotografias e vídeos repetidos e ainda assim ter toda a certeza de que não perdi nada do que lá tinha. Sempre são fotografias de toda uma adolescência (das partes boas dela) e dos melhores anos da minha vida (algures entre os 18 e os 20). Mas estão guardados. O disco já foi limpo e será brevemente enviado para a garantia, ou assim espero eu. Menos dinheiro a gastar no meio destes azares.

O carro já foi para o arranjo e o orçamento foi mais simpático do que eu esperava. O problema do telemóvel vai-se tolerando, mas uma Dani muito ansiosa espera por Segunda-feira para receber uma encomenda com uma prenda de um amigo (já prenda de anos adiantada, credo, e só faço anos em Junho). Talvez quando estiver com uma carteira mais cheia ou razoável mande arranjar o meu "Caco". E pelo sim pelo não, o novo leva uma capa com mais proteção. Prefiro perder tempo mais tarde a ver DIYs para a personalizar. De caminho foi-me dito que há um guarda-fatos desejoso por vir cá para casa e a dar-me a chance de, finalmente, fazer uma limpeza de Primavera em condições às mantas e mantinhas que a minha avó ateima em querer aqui guardar. Quanto ao dente, já só falta uma sessão e sinto-me extremamente envergonhada por ter chorado como um miúdo pequeno quando senti um pico bastante intenso na gengiva, o qual o dentista pediu desculpa e não anteviu a sensibilidade da gengiva ser tanta. (Não o censuro, aparentemente os meus dentes são uns choramingas e dão-me dores por tudo e por nada).

No meio disto tudo, Março foi um mês de as coisas andarem para trás a correr e depois voltarem ao equilíbrio a passo de caracol. Foi stressante, demais até, foi mês de questionar muita coisa e de ficar alerta a outras mais. A necessidade de me livrar do máximo de bens materiais possível cresceu significativamente, numa ideia de requerer mais espaço. Ainda que no fundo não seja esse o motivo de me sentir tão sufocada. É uma corda bamba que tão depressa me deixa pronta a cair como de repente fica estável, e a certo ponto isso é exaustivo.

Agora, Abril, é para ver se me dás alguma paz de espírito e menos problemas para eu tentar estudar um pouco mais do que estudei em Março. O exame avizinha-se e embora tenha mais tempo, preciso mesmo de trabalhar para uma boa nota. Geologia está encerrada e agora venha Biologia e exercícios. É sem parar e sem desistir. Não posso desistir agora. ♥

E no meio desta zaragata toda, algum tempo para ir ver os blogues aqui da blogosfera que há muito que não leio. Soon, I hope!

 

Boa noite,

Daniela

Un petit a part #42

Habemus teclado!

Ah! Muito melhor, meus ricos acentos, minha rica paciência. Isto só me faz impressão é por ser mais pequenito e mais compacto... mas hei-de habituar-me.

No entanto fiquei indecisa entre estar triste ou feliz por só ter retirado o plástico de segurança ontem do teclado quando o tirei daqui de vez. Quatro anos e sobrevivi à tentação do plástico. Devo estar louca!

... Podia ser pior. Hora de voltar às limpezas e ao estudo. Yeeeeeeh!

(não é este o meu teclado... Mas até gostava que fosse!)

 

Bricolage: novo capítulo?

A ausencia por estas bandas tem-se devido a vários azares consecutivos em Fevereiro. E antes de mais perdoem-me pela falta de alguns acentos ou outros caracteres importantes aqui neste post... Mas só metade do meu teclado está a trabalhar de momento.

A vaga de doenças sazonais parece ter terminado, pelo menos isso. Agora começam a chegar as consequencias do frio e pelo meio apareceram mais alguns azares. Mas um dos que mais nos preocupa tem sido os vários lugares e divisões da casa a arranjar. E o carro. E enfim. Uma rótula de suspensão, um buraco acidental quase na casa da vizinha de baixo (não foi nossa culpa...) e as paredes a gritarem por serem renovadas. A casa está a tornar-se fria e tanto nos falta tempo como dinheiro, que com tantos imprevistos simplesmente voa. Acredito que seja uma fase má e que consigamos, sem problemas e com paciencia, ultrapassá-lo, mas que dá muitas dores de cabeça... Lá isso dá.

Entretanto o Centro de Emprego anda a gozar comigo e precisamente quando já estou decidida acerca do que tenho de fazer, mandam-me uma carta para um curso de 2 anos onde vou fazer um nível que já tenho e não terei direito a nada mais senão o subsídio de transportes (e nem tenho prioridade para entrar, mas tenho de lá ir). Já quando lá fui a primeira vez foi a macacada plena - a menina já tem este nível, não tem descontos nem tem 23 anos, não tem prioridade. Pois. E agora que já tenho forma de me arranjar por estes lados chamam-me para lá voltar duas vezes e receber uma carta em como outras 40 pessoas entraram a minha frente. Enfim, isso também se trata.

O que me preocupa mais agora é mesmo o choque em saber os custos em bricolage nos dias que correm. Acho que mudei de cores quando me fizeram um orçamento de urgência para arranjar o chão da casa de banho, qualquer coisa como dois ou três mosaicos apenas por um balúrdio. Além de um bocado desiludida e resumida ao que tem de ser, fiquei a pensar comigo mesma, "e porque não tento aprender?". Sempre tive algum interesse por aprender bricolage, mas enquanto que há coisas que parecem mais simples do que aparentam, outras são mesmo o reverso e eu troco os olhos. But hey, se não tentar também nunca saberei se consigo ou não. Vejamos o que se consegue fazer - talvez até aprenda e finalmente possa pintar as paredes da cor que sempre quis. Por agora apenas me resta não matar mais a cabeça com isso e descansar. Bolas, lá se foi a meta de "dormir antes da meia-noite".

E... Bem, isto foi mais um desabafo, queria ter-vos falado acerca de alguns recebidos e projetos, mas como só tenho meio teclado... Esperemos até segunda-feira para um post onde "paciencia" já tenha o chapéu que merece.

 

Boa noite,

Daniela

Hello, February ♥

Please be better than January.

 

Na verdade pouco tenho que me queixar. Janeiro foi um bom mês, apesar de ser cansativo - mas tal cansaço é sinal de trabalho, o que é bastante bom. Bem, em excepção de quase toda a casa ter adoecido. Foram gripes, umas atrás das outras, as quais tive que fazer um grande esforço para me passarem ao lado e conseguir aguentar com os outros três engripados e com as explicações. Não me safei de uma constipação breve, mas nada que me impedisse.

Alunos novos, boas novas, más novas. Também foi um mês para eu andar a pairar sobre algumas lojinhas com saldos, que quero abordar em futuros posts acerca das novidades. Principalmente porque os comentários que mais oiço são "compras com cada coisa que são mesmo a tua cara!". Ponderei várias vezes acerca do tema assustador de me tornar youtuber. Assombrei-me com o assunto e corri de volta para o meu cantinho de blogger, que com tanta coisa para fazer, tenho negligenciado bastante.

Passei as últimas duas semanas de Janeiro a fazer resumos uns atrás dos outros, ainda que parte contribuam para o meu estudo supostamente diário. Recordo-me de, no último fim-de-semana, ter caído na minha cama e ficado a olhar para as paredes uns 20 minutos, de tão exausta que estava. Aproveitei os fins-de-semana para sair com o namorado e mimá-lo. Ele tem merecido bastante!

Em Janeiro fui confrontada com outras realidades. Senti amizades abaladas e estremeci, mas não senti a mágoa que devia ter sentido. Apercebi-me da tristeza de já estar calejada contra afrontas dessas. Mas não estava preparada para o confronto com a idade, de ver um familiar a sentir o peso da idade nas costas. Ver o meu avô a perder a força nas pernas e a dignidade na alma tirou-me o chão dos pés. Mas há que não desistir.

Fui feliz em coisas simples. Terminei a minha lista de desenhos por entregar e comecei a mexer nos meus projetos, voltei a estudar e comprei pesos para modificar a rotina de exercício que ainda tenho de retomar novamente. Fui a sítios novos, vazei um pouco mais as minhas gavetas, ponderei o que precisa ou não de arranjo. Aprendi a fazer panquecas (muito, MUITO importante, principalmente com uma receita não muito calórica e simplíssima). Fui ao Starbucks e já posso dizer que tenho 22 anos e já bebi um café de lá. E um Café Mocca. Enfim... Pequenas coisas.

 

E agora, retorno ao blog mais uma vez, ainda que não prometa quando volte. Mas a intenção de ser muito em breve é certa.

Boa noite,

Daniela

 

 

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Quem passou por cá ♥

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D