Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Violet Clouds

Un petit a part #47

Tantas noites sem dormir em condições matam-me aos poucos. É correrias com a segunda fase, é avós a não cooperarem no geral, é preocupações financeiras, é saudades do namorado... E entre outros e tudo isso tudo em conjunto e perfeita sincronia da desorganização total. Se existe forma de não saber mais se é bom ou mau receber uma boa notícia mas ainda assim ter fé, então estou nesse patamar. O cansaço já é tanto que a recepção e assimilação de novos fatores diariamente acabam por se formar num novelo de informação que ao final do dia se traduz em dores. Não quero desistir e sei que é preciso uma mudança grande na minha vida para voltar a ter os dois pés no chão, mas por esta altura sei que estou prestes a sucumbir. Sei que se fizer mais força, tudo se vai quebrar.

A diferença de este ano para o ano passado é que desta vez sei que tenho de usar o resto das minhas forças para me proteger de não voltar a cair num abismo.

E por ironia, começou a chover agora mesmo depois de um dia de calor... Nunca fiquei tão feliz de ouvir a chuva a cair. É reconfortante.

Tenho receio das boas notícias se desvanecerem, de serem falsos alarmes. Mas tenho fé que elas apareçam e que eu seja forte o suficiente de as abraçar. Apenas tenho de manter isto em mente.

Un petit a part #46

Com o fim do mês vem o recomeço do aperto que tenho no peito. Agarro-me às garantias de que vai correr tudo bem, e detrás de toda esta ansiedade, eu sei que vai ficar. Mas não deixo de temer por aqueles que amo, por muito que me pergunte todos os dias se vale a pena, se e para o que deva avançar.

Mas acho que é positivo - e um tanto ou quanto engraçado - confessar que arranjei qualquer coisa para me distrair. Compreendo que a minha melhor hipótese neste Verão tremendamente longo é esperar por novidades e que se houver forma de o fazer sem martelar o cérebro por coisas que não posso fazer, é de aproveitar.

... E não é que tenho?

Não abandono por completo as minhas "musas" de desenho, até por sou uma espécie de romântica incurável (à excepção para comigo mesma). Mas a modos que ver esta e aquela série, dou-me conta que fiquei extremamente agarrada ao protagonista da série The Flash - o próprio Barry Allen, interpretado pelo Grant Gustin. A última vez que isto aconteceu foi há muitos anos com o infamous Harry Potter...

... E depois de me aperceber disto, o lápis de carvão voltou a trabalhar. E enquanto o desenhei fugi do mundo que não conseguia pôr na pausa.

Tinha saudades de desenhar e precisava mesmo de o fazer. Portanto, decididamente, fiquei rendida ao Scarlet Speedster!

E para caso de suscitar a curiosidade, aqui está o rapazinho:

 

 

Hoje é um dia histórico.

Não, não é nada acerca de Portugal ter ganho o Euro2016, isso foi dia 10.

Hoje, dia 14 de Julho de 2016, a minha adolescência pôde dar o seu último suspiro. Foi compreendida.A minha versão maluca do antigamente pode finalmente estar descansada e seguir em frente, porque finalmente, a titia gostou de ouvir o grande hit da Cascada, "Everytime we Touch".

Habemus boa nostalgia.

Lancem os foguetes. E voltemos ao dia normal.

 

Un petit a part #45

Parte do que queria fazer neste intervalo de tempo baseia-se em limpar as minhas redes sociais, tanto nas mensagens, como no tipo de feed que recebo. O mural do Facebook não é certamente dos mais positivos e o tumblr já esteve melhor. No entanto o nervosismo aperta-me cada vez mais o estômago e chego à conclusão de que há mais para mudar. Há páginas que se seguem ou canais subscritos que sinceramente não valem a mínima da pena, porque falam de assuntos que muitas vezes tentei adaptar-me, tentei aprender, achei recreativo e talvez que fossem uma forma de eu conseguir chegar àqueles objetivos que em parte, não são os meus.

Decididamente não sou eu que me tenho de adaptar à sociedade. Parece ser mais uma guerra para encontrar um ponto de equilíbrio outra vez. Nada melhor do que começar por onde passo mais do meu tempo a ler. Talvez assim, um pouco de cada vez, a vida comece a ter cores mais alegres.

 

Un petit a part #44

À parte do péssimo dia que tive hoje, sempre existem bem no meio de tanto mal.

Há muito tempo que não organizava tanta coisa num só dia. Arrumar o quarto e enquanto arrumava, fazia as ditas limpezas primaveris pelas caixas e sacos. Rever coisas velhas e recordar bons tempos de infância, deitar fora o que não é necessário. Vazar o guarda-fatos velho, ainda que apenas um pouco, é sempre uma vitória desgraçada. Livros antigos de apoio a exames que já não servem de muito (porque pronto, mudar o programa educativo é sempre um plus... Ou então não) foram sem bilhete de volta. E nessa onda de organização, depois de um final de tarde muito aflitivo, eliminei os ficheiros repetidos que tinha no computador. 1,5GB de tralhas desnecessárias e repetidas de 12GB de toda uma vida é sempre bom. Agora com o tempo é só ir nomeando, adicionando e eliminando aquilo que me tenha escapado aos olhos ou que já não seja necessário.

Se surgisse algo deste género todos os dias (isto é, a "onda" de organizações) eu era uma mulher feliz e sem metade da casa. Talvez o Verão traga boas novidades e em Setembro já tenha dado outro ar à casita. Era mesmo bom!

Un petit a part #43

Acho que é impossível ter mais preguiça no corpo todo do que a que tenho agora.

 

Tenho os livros de estudo abertos (andei a colar papéis para me guiar mais depressa...), tenho o editor de posts do blog abertos. Tenho o bloco de notas à espera que a inspiração venha. A vontade para tudo é tanta e ao mesmo tempo nenhuma.

 

AH! E acabei de me aperceber, depois de ter um post na página principal da Blogs Sapo, que vou a um casamento em Julho e não faço a mínima ideia do que levar vestido. Quanto mais com o meu tipo de corpo... Não faço ideia do que assenta bem na moda plus size para um evento formal.

 

Estou tramada.

Un petit a part #42

Habemus teclado!

Ah! Muito melhor, meus ricos acentos, minha rica paciência. Isto só me faz impressão é por ser mais pequenito e mais compacto... mas hei-de habituar-me.

No entanto fiquei indecisa entre estar triste ou feliz por só ter retirado o plástico de segurança ontem do teclado quando o tirei daqui de vez. Quatro anos e sobrevivi à tentação do plástico. Devo estar louca!

... Podia ser pior. Hora de voltar às limpezas e ao estudo. Yeeeeeeh!

(não é este o meu teclado... Mas até gostava que fosse!)

 

Un petit a part #41

Soube-me muito mal ver o meu primeiro post de 2015.

Tinha prometido não fazer objetivos e enfrentar os imprevistos. É caso mesmo para dizer que o imprevisto fora de todo já previsto e impossível de evitar.

Assim seja. Enfrentá-los-ei na mesma. Mas não vão rebentar novamente com as metas que tenho a cumprir. Porque se houve algo que eu aprendi este ano, foi que eu consigo.

Portanto, hei-de conseguir.

 

 

Un petit a part #40

Há dias complicados. Dias em que estamos constantemente alerta. A defender-nos de jogos psicológicos, numa fase de crescimento pessoal. Onde é dificil compreender se querem de facto que seja eu própria e se estão ou não preparados para isso. E depois há dias em que um tiro no escuro acerta em cheio e nos deixa em pânico. As muralhas caem, as cores desvanecem-se. Uma simples sugestão inocente deixa-me pálida. Sem nada a argumentar. Qualquer resposta magoará um dos lados. Qualquer passo em falso deixa todo o esforço em vão. Este Natal está a querer enegrecer mais rápido do que eu pensava.

Un petit a part #39

O meu fascínio por correios é enorme e perdura desde a infância.

Fico entusiasmada de saber que algo está a chegar para mim, mas fico igualmente contente de enviar encomendas, seja grandes ou pequenas, e esperar pela resposta, saber se gostou ou não. É (quase) tão bom quanto esperar pela meia noite de dia 24 de Dezembro.

Que este ano parece que vai ser diferente.

E apenas tenho muita pena de, maioritariamente, não estar nas minhas mãos a definição da cor do meu Natal este ano. Diferente será de certeza. Espero apenas que não seja muito negro. Papai Noel, manda umas boa énergia pra mim pur favôr.

 

 

A autora

foto do autor

Light Purple Pointer
Follow on Bloglovin

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D