Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Violet Clouds

O casaco preto.

Entre horários apertados, apontamentos a não atrasar e trabalhos para entregar, vejo-me presa entre uma procrastinação necessária, obrigatória.

Tecnicamente não tenho muito tempo para mim. Ao contrário do pressuposto, a faculdade arranjou-me mais tempo pessoal (sim, eu sei, costuma ser ao contrário). Nas folgas e nos fins-de-semana, fico com muito pouco. Entre compras e outros essenciais, abordaram-me na rua e houve quem me perguntasse "E como está a correr? Está a corresponder à tua expetativa?".

Lembro-me que a resposta levou alguns segundos a arrancar, mas não foram por hesitação. Percorri todos os pensamentos que tive até à data em nanossegundos para lhe responder com um grande sorriso que sim. Que tinha, de facto, antecipado a maioria das coisas que estavam a correr e que a licenciatura me está a fascinar bastante, mesmo que tenha uma turma pouco cooperativa e que as praxes me tenham dececionado a largas milhas.

Saí do supermercado a olhar para o passado.

Não foi há muitos meses atrás que fazia os mesmos trilhos perdida em lágrimas e em dor de antecipação. Pensei milhares de vezes porque é que queria fazer isto. Quando vesti o mesmo casaco que carregava frequentemente no princípio do ano, senti um peso na alma. Aquele casaco acompanhou-me nos caminhos diários e guardou os meus soluços, o meu pranto. Foi com ele vestido, muitas vezes, que me odiei até ao fundo do coração por não ter mais força e por não aguentar o fardo. E foi com ele que temi não alcançar os meus objetivos outra vez.

Mas também foi com esse casaco preto que continuei o caminho. Eu sabia que o sol ia nascer no dia a seguir de qualquer das maneiras. Eu procurei fé e justiça aos céus e à minha fé, para que estivesse a fazer a coisa certa. Então pensei muitas vezes, porquê?

Eu confesso que nos primórdios deste dilema eu não queria a faculdade. Preferia um emprego. Claro que isto foi há mais de quinze anos e que entendi que era algo necessário para garantir um pouco mais de conforto económico e profissional, mas precisava de algo mais.

Também admito que quando tomei a decisão há muitos anos atrás, foi porque tinha vergonha de ficar para trás. Vi todos os meus colegas e amigos avançarem com os seus sonhos e a sua vida e eu fiquei no mesmo patamar, a subir e descer graus variados à procura de uma saída. Mas também os vi chorar.

Choravam, abertamente e em segredo, porque aquilo não lhes dizia nada. Porque todo o esforço não os concretizava pessoalmente.

Entretanto aconteceu 2016, 2017, 2018...

Se eu queria uma mudança eu tinha de lutar por ela. E se ia enfrentar a maré tinha de ser por um motivo. Sempre quis ser útil para os outros e sempre quis estar próxima do mundo. Francamente, nunca pensei em entrar numa área da Saúde porque me parecia inatingível. Mas, licenciatura ou não, queria fazer sorrir. Queria dar conforto. Queria ajudar no progresso. Queria ajudar os outros a sobreviver neste mundo hediondo que é o nosso e queria dar-lhes a mão.

Ser explicadora ajudou-me ainda mais a compreender isso. Então disse a mim mesma, que se fosse para fazer este percurso, que o faria por um bom motivo.

 

Quando vesti o casaco ontem, senti o meu próprio tormento. As lágrimas caíram-me pela face. Aconcheguei-me no casaco e, como se estivesse a falar com as minhas memórias, sorri e murmurei que o pior já passou.

3 comentários

Comentar post

A autora

foto do autor

Light Purple Pointer

Mensagens

More of me ♥

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D